terça-feira, 23 de junho de 2009

Colocar-se no lugar do outro

Olá pessoas!

É uma novidade a minha "aparição" neste blog. E venho com o pensamento de trazer algum assunto bacana para vocês. Vou falar sobre EMPATIA, que é quando nos colocamos no lugar do outro, quando usamos a sabedoria como forma de dar importância a quem está do nosso lado.

O primeiro passo é aceitar as diferenças: de sexo, idade, raça, classe social, de deficiências, enfim, cada pessoa tem sua história, seu contexto de vida e suas peculiaridades. Não é uma determinada característica que a tornará melhor ou pior. Em nossa capacidade de seguir em frente, de lutar cotra as adversidades, de usar a força para aprender, somos iguais. O que diferencia é o quanto acreditamos em nós.

Outra maneira de praticar a empatia é em nossas vidas. Há alguns momentos em que, sem querer, acabamos dizendo palavras duras às pessoas em nossa volta durante alguma discussão. Ou tomamos atitudes desnecessárias e que possam ferir de alguma maneira quem amamos e conhecemos. Por isso, é essencial que mesmo tendo opiniões contrárias sobre algo a gente resolva tudo com uma boa conversa, observando e entendendo os dois lados, até que se chegue em um concenso. Não há necessidade de julgar sem mais nem menos. O certo é prestar atenção ao que o outro diz, ouvir com calma, pensar antes de agir, saber pedir desculpas quando for o momento, responder sem ofensas... Fazer de tudo para que a decisão seja boa para ambos os lados. Isso também é colocar-se no lugar do outro.


Devemos constantemente refletir: se fosse eu, como gostaria de ser tratado? A resposta é ser tratado da melhor maneira possível, de modo positivo e respeitoso. Nesse momento, usamos a empatia, pois nos igualamos com o próximo, dedicamos um respeito especial, onde não esperamos alguém nos fazer algo de bom e tomar a iniciativa de agir com bondade. Se damos o primeiro passo, o que recebemos de volta será um belo gesto de amor. É importante perceber que lidamos com pessoas e por mais difícil que seja conviver com elas, não temos o direito de dirigir qualquer palavra ruim. As palavras boas são aquelas que só têm a acrescentar e transformar na vida dos outros, que possam representar a sinceridade dos sentimentos, seja através do perdão, do recomeço, da paz interior. O principal é a busca da evolução espiritual.

Trata-se de COMPREENSÃO, de imaginar como podemos nos sentir ao sermos expostos a expressões negativas. Realmente não é legal receber tanta energia capaz de nos deixar para baixo e feridos nas emoções. Por isso, se estar nesta situação é incômodo, porque desejaríamos que alguém passe por ela? Indo mais além, se não desejamos isso, então devemos fazer de tudo para evitar, inclusive controlando as ações por impulso, que acabam saindo de repente. O certo é refletirmos antes de decidir o que, como, quando e por que agir com quem estiver ao nosso lado.

Aqui é o Fábio, filho da Marli, colocando em prática a idéia que tivemos de trocar de blog por uma postagem para fazer algo diferente. Gostei da experiência e escrevi este texto com muito carinho.

Por Fábio Cassiano

do blog www.poetafabiocassiano.blogspot.com, onde compartilho alguns pensamentos, idéias e reflexões.
Abraços

7 comentários:

Fernanda disse...

Muito legal o que vc escreveu essa reflexão! Para ir logo no assunto eu vou pegar td o que vc escreveu e fazer uma redação para um trabalho na escola de religião "Saber se colocar no lugar do outro". Eu tenho 11 anos to na 6 série, se vc não se importar nesse final de semana vou pegar minha redação e escrever isso no meu blogger!Bjs da Fernanda

Rosa Beraldi disse...

Li sua reflexao e aqui exponho a minha. Realmente temos que exercitar a empatia e procurar sempre nos colocarmos no lugar do outro, assim como Jesus nos ensinou. Sentindo nossa dor ele sofreu por nós. Amar ao proximo como a si mesmo é um exercício e tanto, pois para amarmos o outro temos que refletir como estamos nos amando. Isso é demais!

Fábio Cassiano disse...

Fernanda,

Fico feliz em saber que gostou da reflexão! Tudo o que escrevo representa meu aprendizado na vida, por isso, compartilhar com várias pessoas é sempre um imenso prazer.

Fique à vontade para se inspirar no texto e para transmitir sua mensagem para mais pessoas. É tão bom ver uma jovem já com essa visão positiva. Desejo que tudo dê certo em seu trabalho.

Beijos,

Fábio

Fábio Cassiano disse...

Rosa,

Que alegria contar com sua leitura e ainda mais por expor sua idéia. Jesus é nosso grande inspirador na prática da empatia e com amor no coração, somos capazes de vencer qualquer barreira que nos impeça de se colocar no lugar do outro.

Concordo com suas palavras. Jesus fez tanto por nós, que devemos nos dedicar com força total na busca de amar ao próximo. Obrigado por sua reflexão!

Abraços,

Fábio

João disse...

Olá, Sim, foi muito legal o que Você escreveu, gostei muito :), naum só de entender em colocar-se no lugar do outro, mais também em meu Dever de Casa rsrsrs, pois tenho 12 anos e assim como a fernanda estou na 6ª série xD

Anônimo disse...

Fábio, parabéns pelo seu texto! Eu também estou fazendo meu trabalho de Ens. religioso do cap. 02 : "Saber colocar-se no lugar dos outros." Você deve ser um padre muito exemplar.KKKKKKK.Então, continue escrevendo seus textos pois, isso ajuda muitas pessoas a serem mais fieis a Deus.Thau!

Anônimo disse...

Eu achei muito bakana sua reflexão isso se ajudou muito com meu trabalho de ensino religioso